Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Auschwitz recebe recorde de visitantes em 2016.


Auschwitz recebe recorde de visitantes em 2016.


Mais de 2 milhões de pessoas visitaram o antigo campo de concentração, localizado na Polônia. 
Local que testemunhou a morte de mais de 1,1 milhão de vítimas do nazismo foi transformado em memorial em 1947.
O antigo campo de concentração nazista de Auschwitz-Birkenau, na Polônia, recebeu mais de 2 milhões de visitantes em 2016 e bateu o recorde histórico registrado no ano anterior, anunciou nesta segunda-feira (02/01) a direção do memorial. 
Em 2015, 1,72 milhão de pessoas visitaram o local.
Os poloneses foram o maior grupo de visitantes (424 mil), seguido de britânicos (271 mil), americanos (215 mil), italianos (146 mil), e espanhóis (115 mil).
"No mundo de hoje, atribulado por conflitos, pelo aumento da sensação de insegurança e pela ascensão do populismo, é mais necessário do que nunca lembrar os capítulos mais sombrios do passado e os alertas que contêm os exemplos desse passado obscuro, como o campo de concentração de Auschwitz", disse o diretor do memorial, Piotr Cywinski.
O campo de Auschwitz-Birkenau, situado no sul da Polônia, foi aberto como museu-memorial em 1947 e declarado pela Unesco como Patrimônio da Humanidade em 1974. 
Até 2001, o número de visitantes por ano ficava abaixo dos 500 mil. Em 2007, pela primeira vez esse número chegou a 1 milhão.
Auschwitz-Birkenau foi o maior campo de extermínio dos nazistas. 
Calcula-se que, entre 1940 e 1945, os nazistas tenham assassinado ali mais de 1,1 milhão de pessoas, a maioria judeus, além de ciganos, homossexuais, católicos e presos soviéticos e poloneses.

post: Marcelo Ferla
fonte: CN/efe/kna

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.