Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

sexta-feira, 28 de julho de 2017

6 passos para ser menos Ansioso e parar de pensar demais sobre tudo.


6 passos para ser menos Ansioso e parar de pensar demais sobre tudo.


Um termo bastante conhecido lá fora se chama “overthinking” e é usado para definir uma atitude comum pra muita gente: pensar demais, e inutilmente, sobre tudo. 
Provavelmente você já ficou horas e horas pensando sobre a mesma coisa e refletindo sobre os milhares motivos para algo dar errado – ou certo. 
Antes de dormir, por exemplo, já deve ter perdido o sono viajando em possibilidades e ficando extremamente paranoico sobre algo sem nenhum motivo aparente.
Bem, existem maneiras de impedir esse looping infinito de pensamentos prejudiciais quando, é claro, o “overthinking” não está relacionado ao transtorno de ansiedade ou outra doença psicológica que exige um tratamento específico.
Ruminação, em psiquiatria, é aquela forma obsessiva de pensamento onde as mesmas ideias ou temas se repetem, excluindo outros tipos de atividade mental e, por isso, prejudicando sua produtividade e estado emocional.

O “OVERTHINKING” PODE ACABAR COM O SEU DIA E COM O SEU HUMOR.


Em casos extremos, o “overthinking” pode te fazer realmente enxergar algo dando errado e sentir que aquilo é real. 
Por exemplo: você brigou com a sua namorada mas, no fim do dia, ficou tudo bem. 
Porém, quando você foi dormir, não parou de pensar na possibilidade dela terminar com você mesmo assim e até imaginou cada detalhe de uma nova briga que vocês sequer tiveram. 
No dia seguinte, além de esgotado psicologicamente, você também não vai conseguir aproveitar nada com sua namorada, pois sua mente já está amargurada e premeditando o fim.

O PERIGO QUE VOCÊ IMAGINA PODE NÃO SER REAL, MAS OS EFEITOS NEGATIVOS DE PENSAR DEMAIS SOBRE ALGO, SIM.


Uma pesquisa descobriu que pensar demais sobre algo de forma compulsiva pode aumentar o risco de desenvolver problemas mentais. 
Esse processo todo vira um ciclo vicioso porque, com a saúde mental em declínio, a tendência é entrar em uma paranoia ainda maior sobre tudo. 
Além disso, você ainda pode experimentar transtornos de sono e prejudicar toda a sua rotina saudável por causa do “overthinking”, então, é hora de controlar esse hábito. 
Veja as dicas da psiquiatra Amy Morin, autora do livro 13 Coisas Que Pessoas Mentalmente Forte não Fazem:

PERCEBA QUANDO VOCÊ ESTIVER PENSANDO EXCESSIVAMENTE SOBRE ALGO.


Ter consciência sobre as suas ações pode te ajudar a bloqueá-las. 
Comece a prestar atenção na forma que você pensa, quando você reparar que está remoendo eventos passados e pensando demais sobre algo que deveria ter feito ou algo que não fez ainda, pare. 
Tenha consciência que pensamentos em excesso não são saudáveis e sequer aumentam a sua produtividade. 
Desafie seus pensamentos. 
É fácil entrar na bola de neve dos pensamentos compulsivos e se perder ali no meio, então, quando você perceber que está vivenciando uma crise de “overthinking”, tenha consciência de que seus pensamentos podem ser extremamente negativos. 
Aprenda a reconhecer e substituir pensamentos prejudiciais antes que eles te empurrem para baixo por completo.

MANTENHA O FOCO NA SOLUÇÃO DOS PROBLEMAS


Remoer seus problemas não é saudável, mas encontrar soluções, sim. 
Então, pergunte para você mesmo o que pode fazer para resolver determinada situação e como aprender com seus erros. 
Em vez de se perguntar as razões pelas quais algo aconteceu, tente entender o que você pode fazer para mudar o cenário.

RESERVE UM TEMPO PARA REFLETIR


Uma reflexão rápida pode ser saudável, então, treine seu cérebro e marque um tempo para refletir sobre algum problema ou preocupação. 
Porém, respeite o tempo e não passe dos limites. 
Vinte minutos são suficientes e, depois, você pode partir para a ação e fazer algo produtivo. 
Se você começar a rolar na bola de neve da paranoia, pense que você tem um horário específico para refletir e se controle.

PRATIQUE A ARTE DA ATENÇÃO


É praticamente impossível remoer o passado e se preocupar excessivamente com o futuro se você está concentrado no presente, certo? 
Então, faça isso. 
Preste atenção em tudo o que acontece e viva um dia de cada vez. 
Para conseguir isso, é preciso praticar bastante e ter paciência mas, com o tempo, você vai ver que não é tão difícil. 
Só vê se não fica pensando demais nisso também, ok?

MENTE VAZIA É OFICINA DO DIABO


Dizer para você mesmo parar de pensar demais sobre alguma coisa pode ser um tiro pela culatra. 
Então, ocupe-se com outra atividade toda vez que a onda do “overthinking” ameaçar aparecer. 
Faça algum exercício ou converse com alguém! 
Assistir um filme nessa hora pode ser pior, já que no meio da história você provavelmente vai se pegar pensando em todos os erros que cometeu ao longo da vida em vez de focar nos erros do personagem, então, mantenha a mente funcionando e trabalhando.
Lembrando: essas dicas não são tão úteis se você realmente sofrer de algum transtorno psicológico que exija tratamento, então, é sempre bom consultar um psicólogo.

texto:


Maria Confort Jornalista, cinéfila, fanática por literatura e, por isso, apaixonada pela ideia de entender pessoas.




post: Marcelo Ferla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.