Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Projeto Abandono.

Projeto Abandono.
Caio Luiz
fotógrafa Priscila Arteaga

“Normalmente procuro autorização da locação para que não haja problemas futuros, caso não consiga ou não encontre alguém, vou na fé mesmo.”
O contraste que gera lugares abandonados com a delicadeza da mulher é o tema explorado pela fotógrafa Priscila Arteaga na iniciativa que batizou de Projeto Abandono, ação artística que completou um ano em setembro de 2015.



Formada em processos fotográficos, a moradora de Guarulhos teve a ideia de clicar nus em paisagens detonadas lá pelo ano de 2010, mas só pode colocar em prática a ideia em 2014, ano em que precisava apresentar o trabalho de conclusão de curso.







De lá para cá, Priscila visitou 15 locações pelo estado de São Paulo em que o total de 21 modelos participaram. 

Entre os prédios e construções que serviram de moldura para as belas fisionomias estão:
Vila Maria Zélia, uma antiga fábrica de cimento, o Best Shopping, uma fábrica de para-brisas, um matadouro, uma produtora de sal, uma unidade do Colégio Pentágono, uma casa de show, uma fábrica de macarrão e algumas casas abandonadas.


A fotógrafa costuma conhecer os espaços antes dos ensaios. Analisa a luz do ambiente e prepara o bolso caso tenha que dar uma grana para possíveis sem teto que ocupam as áreas. Sempre vai com uma equipe de maquiadora, assistente e cinegrafista para teasers.




“Pretendo ano que vem realizar minha primeira exposição e realizar grandes tours pelo Brasil. 
Em setembro deste ano, fiz meu primeiro tour em Santa Catarina.”


A maior referência da artista é o fotógrafo Fabio Stachi. 

Como gosta de explorar as locações, os ensaios costumam durar cerca de duas horas e geram em torno de 150 a 200 fotos. 

Outra característica do projeto é valorizar tipos e formas distintas de corpos femininos.


“O corpo feminino é tão maravilhoso, suas curvas... 

Toda mulher deve se amar do jeito que é e se expressar do jeito que quiser.”











post: Marcelo Ferla
fonte: http://www.ideafixxxa.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.