Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

sábado, 17 de outubro de 2015

Projeto tocante cobre tatuagens “de cadeia”.


Projeto tocante cobre tatuagens “de cadeia” e ajuda a recuperar a autoestima de ex-detentas.


Para muitas pessoas, pior do que cumprir uma pena atrás das grades, é seguir a vida depois disso. 

O preconceito e as cicatrizes não raro impedem que o ex-detento consiga recomeçar seus planos, alcançando um emprego e formando ou retomando sua família. 

Entre as diversas marcas que a prisão deixa, estão as tatuagens. 

Feitas como forma de expressão em um ambiente opressor ou para pertencer a um grupo, esses desenhos costumam ser marcados na pele com tinta de caneta, equipamento improvisado e sem muitos cuidados. 

Como resultado, marcas das quais os ex-detentos têm vergonha.
Um sensível projeto chamado Freedom Tattoos (“Tatuagens da liberdade”, em português) busca recuperar a autoestima de ex-detentas polonesas ao oferecer cover-ups gratuitas.



Tatuadores profissionais conversam com essas mulheres e propõem novas tatuagens para cobrir as antigas. 

“As cover tattoos são desenhadas e feitas por profissionais qualificados usando ferramentas e métodos adequados, e não só são de qualidade excepcional, como também são pensadas para cobrir totalmente as antigas e indesejadas tatuagens“, afirma o site oficial do projeto, desenvolvido pela Pedagogium WSNS, faculdade de Ciências Sociais de Varsóvia, na Polônia, e pela agência ISOBAR Poland.
Além de ser um constante lembrete de seus passados, as tatuagens de prisão contribuem para o preconceito, tornando ainda mais difícil a tarefa de encontrar um trabalho. 

Com as cover-ups, essas mulheres se sentem verdadeiramente livres e prontas para começar uma nova vida, como você vê no emocionante vídeo de apresentação da campanha: 


















post: Marcelo Ferla
fonte: http://www.hypeness.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.