Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Admirável mundo torto.



Taleban ateou fogo em professor e fez crianças assistirem, diz testemunha.
Do UOL

Khuram Parvez/ Reuters
Uma fonte militar que não foi identificada disse em entrevista ao canal de TV americano NBC que um dos professores da escola atacada pelo Taleban nesta terça-feira (15) foi queimado vivo pelos militantes, que teriam forçado o estudantes a assistirem à cena.

"Eles atearam fogo a um professor diante dos alunos em uma sala de aula", afirmou a fonte. 

"Eles literalmente tocaram fogo no professor com gasolina e fizeram as crianças assistirem".


O ataque à escola militar em Peshawar, cuja autoria foi assumida pelo Taleban, deixou mais de 141 mortos -- a grande maioria, crianças com idades entre 10 e 18 anos.






Um número indeterminado de crianças e adultos foram mantidos reféns dentro da escola por militantes durante cinco horas. Após intervenção das forças de segurança paquistanesas, os talebans foram mortos.
Um grupo de seis insurgentes vestidos com uniformes do Exército entrou na escola durante o fim da manhã local (por volta das 6h de Brasília). 

Testemunhas disseram ter ouvido explosões e tiros.
Os combates entre o Exército e os militantes na escola, que tem alunos com idades entre 10 e 18 anos, prosseguiam no meio da tarde.




O ataque foi reivindicado pelo Taleban, em represália às recentes operações do Exército paquistanês na região do Waziristão, que inclui Peshawar. 

Nas últimas semanas, estima-se que essas ações tenham matado centenas de militantes do Taleban.
A escola, a Army Public, é administrada pelas Forças Armadas e tem capacidade para 500 alunos mas, segundo relatos, o nível de segurança no local é relativamente básico: testemunhas disseram que o ataque ocorreu no auditório principal enquanto algumas turmas assistiam a uma demonstração de primeiros-socorros realizada por soldados.
Após chegar a Peshawar, o premiê paquistanês, Nawaz Sharif, afirmou que a luta contra o terrorismo continuará.

"Até que este país esteja limpo do terrorismo, essa guerra e esse esforço continuarão", afirmou. 

"Ataques deste tipo são esperados em meio a uma guerra, e o país não deve perder sua força."

post: Marcelo Ferla 
fonte: Uol (Com agências internacionais)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.