Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Dica do Blogueiro.


Macho do Século XXI: o executivo que virou dona de casa.
Em livro, o ex-executivo Claudio Henrique dos Santos, conta as dores, delícias e dilemas de abandonar a carreira para apoiar a ascensão internacional da esposa 

Título: “Macho do Século XXI: o executivo que virou dona de casa. E acabou gostando”
Autor: Claudio Henrique dos Santos
Editora: Claridade
Número de páginas: 156
Preço Sugerido: R$ 24,90
Claudio e Dani formavam um casal comum da classe média brasileira. Conheceram-se jovens e se casaram assim que concluíram a universidade. 
Com pouco mais de 35 anos tinham carreiras bem-sucedidas, haviam construído um bom patrimônio e curtiam a chegada da primeira filha, Luiza. Até que algo inesperado aconteceu: 
Dani, que percorria uma carreira brilhante em uma companhia multinacional, recebeu uma proposta irrecusável para trabalhar em outro país. 
E Claudio teve que largar tudo para cuidar da casa e da filha, permitindo que a esposa realizasse seu sonho.
Há três anos, Claudio trabalha como dona de casa. “Se abdicar da carreira em prol do outro é uma escolha dificílima para uma mulher, mas ainda bastante comum, imagine para um homem que aprendeu que função de marido não é lavar louça, mas sustentar a casa”, conta o ex-executivo, que decidiu compartilhar a experiência e acaba de lançar o primeiro livro: “Macho do Século XXI: o executivo que virou dona de casa. E acabou gostando” 
A obra é uma história surpreendente e inspiradora, de alguém que abriu seus horizontes e venceu obstáculos, em busca da harmonia familiar e da felicidade.
Um relato emocionante, no qual o autor expõe os dilemas que viveu até que finalmente conseguisse entender que precisaria exercer sua nova função com tanta dedicação e perfeição quanto um executivo. E que não deveria sentir culpa ou vergonha pela escolha.
“Quando levo Luiza nas festinhas dos coleguinhas da escola, encontro com outros pais que são diretores de banco ou de grandes empresas. Sempre me perguntam qual minha profissão. Vocês precisam ver a cara de pena que eles fazem quando digo que sou daddy in home (papai em casa)”, diverte-se.
O começo
Nos primeiros anos a família viveu em Cingapura e teve que aprender a conviver com uma cultura completamente diferente. “Como a Dani viaja muito a trabalho, meu principal papel era apoiar nossa filha nessa grande mudança”, conta. 
Hoje o trio vive nos Estados Unidos e Claudio tem que lidar com todas as tarefas da casa, como cozinhar, passar roupa e preparar as refeições de Luiza. 
“Uma empregada custa os olhos da cara por lá”, ele conta bem-humorado.
O outro lado da história é que ele está tendo um privilégio que pouquíssimos homens têm: acompanha de perto o crescimento da filha. 
“No início, a adaptação foi muito difícil. Eu só conseguia enxergar tudo o que havia perdido. E não conseguia enxergar o maior presente que havia recebido. Depois que eu ‘saí do armário’ e assumi minha condição de dono de casa, minha vida ficou muito mais divertida”.   
De acordo com o autor, sua experiência ilustra o surgimento de um novo modelo de família que surge neste início de século. “Estou convencido de que já existem muitos “Machos do Século XXI” circulando por todo o planeta. E acredite, com o sucesso cada vez maior das mulheres no mercado de trabalho, essa expressão não está fadada à extinção. Muito pelo contrário”.
Sobre o autor


Claudio Henrique dos Santos é jornalista formado pela Faculdade de Comunicação Cásper Líbero, em São Paulo. 
Desenvolveu a maior parte da sua carreira profissional nas áreas de Comunicação Corporativa e de Relações Institucionais, principalmente na indústria automobilística.
Iniciou sua carreira como estagiário da Rádio Gazeta, de São Paulo, de onde saiu para um estágio na assessoria de imprensa da Autolatina (joint venture entre Ford e VW na década de 90), sendo efetivado como assessor de imprensa pela Volkswagen em 1994.
Passou pela WN&P Comunicação, atendendo clientes como ABRA (Assocação Brasileira do Amianto), CBPO, Eternit e Chrysler do Brasil. Foi assessor de imprensa da Chrysler até ser contratado como gerente de imprensa da Renault do Brasil, em 2000.
Na Renault ocupou as funções de Gerente Executivo de Comunicação e depois como Gerente Executivo de Relações Institucionais, onde foi responsável pelas ações corporativas da marca. 
No final de 2010, quando foi morar em Cingapura, acompanhando um convite profissional recebido por sua esposa, começou sua nova função de “daddy in home” (papai dona-de-casa). 
Nas “horas vagas” é escritor e, atualmente, está desenvolvendo novos livros sobre o universo feminino e histórias infantis, que inventa para fazer Luiza adormecer.  
post: Marcelo Ferla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.