Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

terça-feira, 6 de agosto de 2013

A vida como ela é.

Série fotográfica mostra os fetiches sexuais das pessoas.


Esqueça as casas de swing e seus ambientes pouco iluminados. Aqui os mais diversos fetiches de moradores de Nova York são retratados em lugares neutros, em locais do cotidiano e mostram pessoas fetichistas que poderiam ser seus vizinhos ou até mesmo você.
O fotógrafo Danny Ghitis teve a ideia de fazer o projeto pouco tempo depois da legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo em Nova York, mais ou menos no mesmo período em que o livro “Cinquenta Tons de Cinza” começava a chamar atenção e quando um colega seu de quarto disse que um amigo fetichista era doutorando em psicologia.
Segundo ele, o projeto The Fetlife é uma resposta natural ao que ele sente, é um tentativa limitada de (ou vontade de) entender a natureza complexa da sexualidade nos EUA. Ele começou a procurar pessoas com fetiches em 2008, e logo encontrou uma rede social chamada The Fetlife, onde ele não teve dificuldade em se aproximar de pessoas dispostas a mostrar o rosto nas fotos, pois não é mais uma comunidade subterrânea, e essas pessoas ainda se dispuseram a tirar fotos em suas próprias casas ou em um espaço social delas.
O resultado do projeto (ainda em andamento) você vê abaixo – junto com uma rápida descrição das pessoas sobre as quais conseguimos informações:


The Baroness, diva, dominadora, pansexual, especialista em látex e designer de moda.


Dire Wolf, líder dominador de um bando de lobisomens (?)
Slut Tammy, alter-ego bissexual cross-dressing.

Riley Kilo, 25, transgênero, adulto-bebê, escort e pornógrafo.

Zoe 1984, estudante, bissexual, poliamorosa, interessada na luta pelo poder sexual.
Erinhoudini, transgênero, poliamorosa, e artista anti-escape.
CassandraMoon e Contele, marido e mulher, envolvidos no teatro e em role-play.



Lana, programadora, em um relacionamento hétero longo, dança em pole dance, e gosta de sessões de humilhação com outros homens.





ZentaiMan206, hétero, cosplay.

Marcelo Ferla 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.