Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Você aplica insulina sempre no mesmo local?


Você aplica insulina sempre no mesmo local?
Alguns diabéticos aplicam insulina poucas vezes, uns chegam apenas a usá-la uma vez ao dia. Porém, muitos se aplicam mais de três vezes ao dia.
E quando essa é a realidade, é muito importante fazermos o rodízio dos locais de aplicação. 
Porque? 
Usar a mesma área por muito tempo pode provocar caroços ou depósitos de gordura extra, formando nódulos. 
Essas lesões  também podem alterar a forma como a insulina é absorvida, tornando mais difícil manter o controle glicêmico nos valores desejados
Como devo fazer o rodízio?


Essa prática é muito mais simples do que se imagina. 
Lembre-se sempre que esta variação de locais vai evitar lesões cutâneas, nódulos e depósito irregular de gordura local. 
Adotar as práticas abaixo pode ser interessante:
Dica legal para não se esquecer : que tal usar um lado durante uma semana, e outro na semana seguinte?
  Alterne a coxa ou o braço esquerdo e direito
· Divida cada região em pequenas partes com distância mínima de 1 cm (um ou dois dedos), formando vários pontos distintos em cada região de aplicação..
· Aplique em um ponto diferente a cada aplicação.
. Aplique no mesmo ponto somente após 14 dias, tempo necessário para a cicatrização, prevenindo o depósito de gordura no local
·           
Algumas dicas:
Faça o rodízio com acompanhamento das glicemias e comunique seu médico endocrinologista. Desta forma, você poderá perceber variações de acordo com cada local.
· Não injetar insulina perto do umbigo.
Como o tecido não é resistente, a absorção da insulina não será tão consistente.
· Usar somente a área exterior do braço, onde há mais gordura.
Para fazer a prega cutânea, o ideal é apoiar o braço em uma cadeira ou usar agulhas curtas
· Nas coxas, o local de aplicação é sempre o quadrante de fora, e não o interno.
· Se você vai, por exemplo, exercitar perna, ou parte superior, programe-se para aplicar sua insulina lenta em outro lugar, que não seja a parte treinada.
O aumento do fluxo sanguíneo no esporte faz com que a insulina lenta seja absorvida de uma forma diferente, mas rápida.
· Escolher o comprimento da agulha corretamente
· Mudar o local de aplicação a cada uma ou duas semanas.
· Usar a mesma área por pelo menos uma semana para evitar variações extremas de glicose no sangue.
Alternar os lados (direito e esquerdo) do local escolhido.
Conversar SEMPRE com seu médico para discutirem os locais de aplicação!
      
Você sabia? A Velocidade de absorção da insulina
A velocidade da absorção da insulina varia de acordo com a parte do corpo em que aplicamos. 
Por isso é preciso ficar atento ao locais onde foram aplicadas as injeções, programar as próximas. 
Muitos médicos recomendam sempre usar a mesma parte do corpo para cada uma das injeções diárias. 
Por exemplo, se na hora do almoço a dose é aplicada no abdômen, o paciente deve usar este mesmo local todos os dias. 
Se a coxa foi escolhida para receber a insulina à noite, o diabético deve fazer o rodízio sempre nesta mesma área.
A velocidade com que a insulina é absorvida pelo organismo segue a seguinte ordem:
  • É mais rápida no abdômen
  • Um pouco mais lenta nos braços
  • Mais lenta ainda nas pernas
  • Mais lenta nas nádegas

A menos que o médico oriente o contrário, a dose de insulina aplicada no café da manhã e almoço deve ser feita no abdômen. 
Isso porque a insulina é absorvida mais rápido nesta área e a ação é necessária para cobrir os carboidratos da alimentação e evitar picos glicêmicos.
Por outro lado, após o jantar ou antes de se deitar, a dose de insulina de longa duração pode ser aplicada na coxa, nas nádegas ou no braço.
Isso porque a insulina terá sua ação longa de forma eficaz e gradual, cobrindo as necessidades do diabético ao longo da noite.
Se a aplicação for de dois tipos de insulina, a injeção pode ser realizada no abdômen, braço, coxa ou nádegas.
Claro que tudo isso deve ser discutido com seu médico, no momento em que definem o tratamento, ok?
Com essas dicas, fica mais fácil usar esta arma para manter o controle glicêmico em ordem, certo? 
Vamos começar a praticar o rodízio?

post: Marcelo Ferla
Fontes de Consulta:http://www.bd.com/brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.