Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

terça-feira, 25 de outubro de 2016

O que está por trás da onda de palhaços assustadores nos EUA.


O que está por trás da onda de palhaços assustadores nos EUA.

Em agosto de 2016 ocorreram nos EUA os primeiros casos de jovens que se vestem de palhaços con máscaras de terror.
Basta escrever a palavra "palhaço" ou "clown" (em inglês), em alguma ferramenta de busca para que o resultado seja bem diferente da ideia normalmente associada a risos e diversão. "Histeria", "macabros", "horríveis", "aterrorizantes" e "assassinos" são algumas das associações de palavras encontradas.
A moda de pessoas vestindo máscaras aterradoras de palhaços tem se estendido por diversas cidades dos EUA e agora causa trabalho às polícias britânica e canadense. 
O que começou como uma simples travessura para dar sustos em pessoas agora parece estar se tornando algo mais perigoso.
Na semana passada, na cidade de Bardstown, no Estado americano do Kentucky, um homem disparou tiros para o alto com seu fuzil AR-15 depois de sua mulher o alertar sobre a presença de "palhaços horrorosos" na rua. 
No entanto, tratava-se apenas de uma mulher que estava passeando com seu cachorro na rua à meia-noite, segundo explicou à BBC Mundo (o serviço em espanhol da BBC) o porta-voz do departamento de polícia de Bardstown, Reece Riley.
"Não queremos ver ninguém se ferindo e vamos lidar com essa situação", afirmou Riley, para quem o mal-entendido é um exemplo das consequências negativas das ações dos palhaços.

Em Middlesboro, Kentucky, a polícia prendeu Jonathan Martin, que estava vestido de palhaço e espreitava apartamentos em prédios da cidade.
O site americano Heavy.com fez um levantamento de relatos de incidentes envolvendo palhaços e descobriu que houve registros em 40 dos 50 Estados dos EUA. 
As aparições ocorrem tanto em centros urbanos movimentados como Nova York como também em regiões rurais.
Já foram vistos palhaços no interior de Kentucky, Indiana e Kansas. 
No Texas e no Alabama, houve fechamento de escolas e a polícia fez uma série de prisões.
A preocupação chegou à Casa Branca, e o porta-voz do presidente Barack Obama, Josh Earnest, teve que responder a perguntas sobre os incidentes durante um briefing de imprensa.
"As autoridades locais estão analisando a situação com seriedade e deve investigar apropriadamente se perceberem que há ameaças à segurança pública", disse.

O que fazem os palhaços

Em Waco, Kentucky, um usuário do Facebook flagrou um dos palhaços depois de informações sobre suas aparições na cidade.
Muitas das pessoas que se vestem de palhaços usam as roupas coloridas que todos nós conhecemos, mas a diferença está no uso de máscaras com expressões de terror.
Normalmente, os palhaços andam pelas ruas à noite, em parques e locais menos iluminados, de onde aparecem de forma repentina para assustar pedestres e motoristas. Uma conta no Twitter, intitulada "Avistamento de Palhaços", tem mais de 100 mil seguidores e dezenas de fotos e vídeos feitos nos EUA e em outras partes do mundo.
"Estava andando perto do cemitério de Sheltorpe (Inglaterra), quando se aproximou de mim algo que posso apenas descrever como um palhaço com um machado. Nunca tive tanto medo na vida", comentou um usuário britânico.
No Canadá, a polícia recebeu queixas em diversas cidades, incluindo grandes centros como Toronto e Ottawa. 
As autoridades britânicas também já receberam dezenas de denúncias, mas também tiveram que lidar com falsos relatos e rumores.
Andy Boyd, chefe da polícia da região de Thames Valley, nos arredores de Londres, disse fez um apelo para que as pessoas pensem duas vezes antes de fazer a brincadeira.
"Não queremos ser acusado de impedir que as pessoas se divirtam, mas pedimos que também pensem no impacto de seu comportamento sobre os outros. 
Suas ações poderão provocar medo em alguns e ansiedade nos outros. 
E se isso for percebido como intimidação, trata-se de um delito", afirmou.

Nova onda

Os que se fantasiam de palhaços geralmente usam apenas máscaras assustadoras mas já foram encontradas armas com alguns deles.
A onda dos palhaços foi observada pela primeira vez na década de 80, quando um grupo de estudantes do Estado de Massachusetts relatou que um palhaço os convidado a entrar em um furgão. 
É que conta Benjamin Radford, autor de um livro sobre o assunto. 
O comentarista cultural Timothy Evans diz que é um típico comportamento de ostensão - no caso, a exibição com a personificação de uma lenda urbana.
Mas há casos mais trágicos: em 2014, duas meninas do Estado americano de Wisconsin esfaquearam uma amiga para demonstrar sua lealdade ao personagem fictício de terror Slenderman. 
Evans explica que o personagem pode estar inspirando os palhaços.
Também em 2014, a polícia francesa deteve 14 adolescentes que assustavam pessoas na rua, vestidos de palhaço, e portando armas.

O Slender Man apareceu como um personagem de ficção cuja história ficou popular rapidamente através da internet em 2014.
Por que temos medo
Mark Griffiths, professor de Psicologia da Universidade de Nottingham Trent, no Reino Unido, diz que palhaços assustam por causa da aparência exagerada e de sua representação maléfica em filmes de terror. 
"A maioria das pessoas não têm medo no dia a dia, mas a cara de palhaço passou a fazer parte de uma cultura de sustos. 
Há o estereótipo do palhaço malvado, também reforçado em filmes graças ao Coringa ou do vilão em It, A Coisa", diz Griffiths.

Um menino de 12 anos foi detido com máscaras e uma faca de plástico quando assustava outras crianças em uma escola de Durham, na Grã-Bretanha
Autor do livro que deu origem a It, o escritor americano Stephen King envolveu-se no debate sobre os palhaços: publicou no Twitter um pedido para que as pessoas se acalmassem. 
"É hora de darmos um tempo na histeria. A maioria dos palhaços é boa, diverte as crianças e faz a gente rir", escreveu King.

Moda passageira?
Lendas urbanas existem há muito tempo, mas caso como o dos "palhaços assassinos" ganharam força e poder de disseminação graças à Internet, explica Evans. 
Porém, diferentemente de lendas urbanas mais clássicas, a moda dos palhaços tende a chegar em ondas e desaparecer.

Não são poucos os casos de pessoas que têm medo de palhaços.
Mas Benjamin Radford, que estudou casos entre 2013 e 2015, diz duvidar que a moda vá simplesmente desaparecer.
"Dentro de cinco a seis anos teremos mais palhaços horrorosos". 
Mas tanto ele quanto Evans acreditam que os avistamentos deverão diminuir após o Dia das Bruxas, em 31 de outubro.

post: Marcelo Ferla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.