Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

sábado, 19 de dezembro de 2015

A beleza das tatuagens nos corpos nus de Fernando Schlaepfer.

A beleza das tatuagens nos corpos nus de Fernando Schlaepfer.
POR FREDERICO PORTELA
O carioca Fernando Schlaepfer está acostumado com a nudez. Agitador da cena cultural no Rio de Janeiro, o fotógrafo e fundador do coletivo ‘I Hate Flash’ já teve até uma de suas fotos removidas do Instagram. 

O motivo? 

Um bumbum despido na Praia do Arpoador. 

Em seu currículo, além da passagem por publicações de moda como ‘Vogue’ e ‘Marie Claire’, cliques sensuais para o site 'Paparazzo' e revista ‘VIP’ confirmam que, para Schlaepfer, corpos pelados estão longe de ser um tabu.
Mas a nudez não está apenas ligada a trabalhos comerciais. 

No projeto #365nus, o fotógrafo se propõe a publicar um ‘nude’ artístico por dia no Tumblr, até 9 de abril de 2016, quando o projeto completa um ano. 

Em meio às 224 imagens clicadas até então, destacam-se fotografias artísticas de corpos tatuados nos mais diversos ambientes, um reflexo das pessoas que acompanham o fotógrafo:

“Tento trazer as pessoas que estão próximas a mim, que converso sobre [nudez], que têm algo a falar sobre o assunto. Como tenho alguns amigos tatuadores, acaba que dentro deste microuniverso há muitas pessoas tatuadas” - conta ao blog Tattoo.

O criador do #365nus, Fernando Schlaepfer | Foto: Divulgação
Schlaepfer também é adepto dos rabiscos na pele. 

Sua primeira tatuagem, um Ying Yang aos 15 anos de idade, foi a porta de entrada para os desenhos que ostenta no corpo. E o fotógrafo também os exibe no #365nus, quando muda de lado e vai para frente da câmera. 

Para ele, as tatuagens, que não são preocupação central do projeto, passam despercebidas pelo espectador:
“Acho que há tantos assuntos mais polêmicos que envolvem o projeto que as tatuagens passam batido. Há tempos não são exatamente um tabu”, diz. 

“Óbvio que há exceções e sobram preconceito e intolerância no mundo, mas outras questões são mais provocativas no projeto”.

Confira alguns dos melhores cliques 'tatuados' do #365nus:














post: Marcelo Ferla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.