Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Ela tatuou metade do seu rosto, mas você nunca poderia dizer


Ela tatuou metade do seu rosto, mas você nunca poderia dizer. É bem feito demais.


Samira Omar viveu um terror inimaginável. A menina de 17 anos frequentava a escola na Inglaterra quando um grupo de meninas que ela acreditava serem suas amigas, a machucaram de uma das piores formas possíveis. 

As meninas jogaram água fervendo no rosto de Samira. 

O ataque não marcou profundamente apenas sua alma, mas também seu rosto. 

As queimaduras causaram bolhas e despigmentação da pele. Samira pensou que teria que conviver o resto da vida com as marcas do ataque. 

Mas foi aí que ela conheceu Basma Hameed. 

Basma é uma verdadeira artista da tatuagem. Porém, ela não tatua corações, flores ou tribais. Ele se especializou em serviços médicos. 

Isso significa que em vez de tatuar na pele das pessoas desenhos para aparecem, ela trabalha exatamente para o contrário. 

Usando pigmentos especiais, que foram previamente adequados ao tom exato da pela das pessoas, ela ajuda a esconder cicatrizes e despigmentações. 

Depois de algumas seções, as marcas são quase impossíveis de ver, já que elas estão com a mesma cor que a pele normal. Quem não pode pagar, consegue ser atendido gratutitamente por Basma. 

Afinal ela sabe muito bem como é viver com marcas: ela mesma foi sua primeira paciente. Metade do seu rosto foi tatuado. 
Veja você mesmo: 


post: Marcelo Ferla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.