Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Falando nisso!!!


Somos todos Charlie Hebdo


Tendo em vista o ataque à revista francesa Charlie Hebdo, ocorrido na quarta-feira (7), em Paris, a Câmara Brasileira do Livro – CBL replica nota de apoio divulgada pela IPA – Associação Internacional dos Editores.
A CBL repudia qualquer ato contra a liberdade de expressão, em especial ações de tamanha violência e intolerância. 

A entidade se solidariza com o povo francês, que neste momento encontra-se indignado com o atentado, e presta suas mais profundas condolências aos profissionais e suas famílias.
Somos todos Charlie Hebdo: editores árabes e internacionais unidos em defesa da liberdade de expressão*
Genebra, 7 de janeiro 2015
O ataque assassino à revista satírica francesa é, na verdade, um ataque aos valores comuns aos editores.
A comunidade editorial global está chocada com o acontecimento brutal de hoje, contra a revista francesa Charlie Hebdo, no qual o editor-chefe Stéphane Charbonnier e os cartunistas Jean Cabut, Bernard Verlhac e George Wolinski estavam dentre as doze pessoas mortas.
Assem Shalaby, presidente da Associação de Editores Árabes, condenou: "este ataque perverso é contrário aos princípios do Islã e à mensagem de seu profeta."
"Este é um horrível crime cometido contra a humanidade, a liberdade de expressão, o Islã e os muçulmanos", disse Ibrahim El Moallem, presidente da Dar El Shorouk, a maior editora de livros árabe. 

"É um ataque contra a civilização".
Presidente da IPA - International Publishers Association e da Bloomsbury, Richard Charkin, disse que "o ataque à Charlie Hebdo é um ataque aos valores fundamentais dos editores: a liberdade de expressão, a liberdade de publicar e o direito de criticar e polemizar. 

A IPA apela a todos os editores, autores, jornalistas e cartunistas que estejam juntos a defender esses valores. Somos todos Charlie Hebdo".
Vincent Montagne, presidente da Associação dos Editores Franceses SNE, disse que "estamos profundamente chocados com o ataque assassino de hoje contra os autores, jornalistas e cartunistas. Barbárie e fanatismo não terão a palavra final".
Ola Wallin, presidente do Comitê da Liberdade para Publicar do IPA, disse que "o assassinato de hoje em Paris é um crime contra toda a indústria editorial. 

Os trabalhadores da Charlie Hebdo sacrificaram suas vidas pela liberdade de expressão".
O secretário-geral da IPA, Jens Bammel, disse que "não devemos permitir que as minorias radicais manchem a mensagem de todas as grandes religiões: de paz, compaixão, amor e respeito. 

Os sentimentos do mundo editorial estão com as vítimas de hoje e suas famílias."
Nota aos Editores: A IPA - International Publishers Association é a federação internacional de associações de editores nacionais, representando todos os aspectos de publicação de livros e revistas de todo o mundo. 

A IPA é uma associação da indústria, com uma premissa de direitos humanos. Ela luta contra a censura e promove direitos autorais, alfabetização e liberdade de publicar, em todo o mundo. 

post: Marcelo Ferla
*texto em tradução livre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.