Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Falando nisso.


Sobreviva ao Dia das Crianças com educação financeira.


O Dia das Crianças está entre as datas mais importantes para o comércio. Se para os pequenos é oportunidade de ver um pedido atendido, para os pais este momento pode ser muito delicado.
Com certeza a ação de presentear é legal e faz parte do jogo, mas, porque além dos presentes físicos não inserir na data conceitos de educação financeira e sustentabilidade para crianças? Isso pode ser mais simples do que se pensa e, o principal, uma coisa não é impeditiva da outra.
Assim é importante que os pais, antes de tudo, chamem as crianças para uma conversa e que nela expliquem que os presentes que receberão terão um custo, é interessante que mostre para os pequenos que este é um projeto de consumo e que este deve ser feito de forma consciente e de forma planejada.
Também é importante sair um pouco do senso comum, por que não iniciar na data uma brincadeira de poupar para que possa realizar três pequenos sonhos com prazos diferentes, um de curto (um mês), um de médio (até seis meses) e um de longo (até um ano). Pode ter certeza que os retornos serão muito positivos no futuro dos filhos.
Fora isso, como é impossível resistir à chance de fazer um agrado aos filhos, preparei algumas orientações para os pais presenteá-los e ainda aproveitarem a data para ensiná-los a lidar com dinheiro:
1) É preciso, antes de sair comprando presentes para o Dia da Crianças, respeitar o padrão de vida da família, agregar este momento de presentear a criança a real necessidade da mesma.
2) Procure presentear a criança com produtos que ela realmente deseja e que agregue valor. Cuidado com os presentes que necessitam de manutenção, como é o caso de pilhas, baterias, filmes, atualizações. Algumas vezes a manutenção custará mais que o próprio presente.
3) Saiba tudo sobre o produto que irá adquirir, sua descrição correta é um dos requisitos importantes na hora de pesquisar preços. Primeiro pesquisar na Internet, depois em pelo menos três lojas presenciais, lembrando que é preciso ter tempo e paciência na hora da compra.
4) Ao entrar em uma loja para comprar é preciso perguntar pelo nome do vendedor e gerente, ser cordial, alegre, procurar elogiar aquela loja e o vendedor. Todos gostam de ser elogiados e com isso a possibilidade de descontos são maiores.
5) Junto com o presente da criança, procure também dar materiais relacionados com a educação financeira, é importante que a criança adquira esses conhecimentos.
6) Tenha certeza que ao comprar o presente não faltará dinheiro para suas verdadeiras necessidades, como educação, saúde, qualidade de vida. Reflita sobre isso!
7) As crianças e jovens são estimulados ao consumo cada vez mais cedo e, logo percebem o poder do dinheiro na hora de comprar as coisas, o ideal é conscientizá-los, já a partir dos três anos de idade, sobre como usar o dinheiro com responsabilidade e a Dia das Crianças é a melhor data para isso, pois, a criança sabe que é o pai que está dando o presente e assim a conversa pode ser mais aberta;
8) A abordagem deve ser de forma lúdica e com foco na realização de sonhos e não no consumo em si, para que a aquisição de um bem tenha significado e aconteça por meio de reflexão, entre outros aspectos;
9) Evite se endividar para comprar presentes, busque opções dentro de sua realidade, lembrando que parcelamento também é uma forma de dívida. Se for inevitável, tenha certeza de que cabe no orçamento;
10) Comece a poupar desde já para comprar os presentes que pretende dar em outras datas comemorativas, o grande problema das famílias é a falta de planejamento.
11) Use cofrinhos com o nome de cada objeto de desejo da criança. Mostre que é preciso guardar dinheiro por um temo e que, dependendo do custo de cada desejo, tem de guardar mais ou menos dinheiro, durante um tempo maior ou menor.
12) Com as crianças maiores, procure negociar, sem nunca desmerecer o sonho deles. Faça perceberem que sonhar é saudável, mas nada cai do céu.
Com estas orientações apresentadas só me resta desejar um feliz Dia das Crianças com muita saúde física, espiritual e, logicamente, financeira.
Reinaldo Domingos é educador e terapeuta financeiro, presidente da DSOP Educação Financeira, Abefin e Editora DSOP, autor do best-seller Terapia Financeira, dos lançamentos Papo Empreendedor e Sabedoria Financeira, entre outras obras.
post: Marcelo Ferla 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.