Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

terça-feira, 25 de março de 2014

Coisas bacanas.


A REALEZA CANINA POR DAVID IMLAY 
Dizem que talento vem de berço. No caso de David Imlay, essa é uma verdade que está estampada nos seus quadros. Com um trabalho realista e irreverente, ele se destaca no que faz de melhor: pintar. Saiba mais sobre esse artista e conheça a adorável série "Dog Portraits", onde os cães foram colocados em seu devido lugar: a realeza.


Vindo de uma família que sempre apreciou a arte - o avô, Theron Imlay, era um excelente artista e o pai, um arquiteto de paisagem -, David Imlay meio que cresceu sabendo o que queria da vida. “Quando ia visitar meus avós, eu via o incentivo que meu avô dava ao trabalho do meu pai. Aqueles sinais de aprovação nunca saíram da minha memória. E eu tinha apenas 3 anos”, relembra David.
No Ensino Médio, sua primeira aula de pintura foi em acrílico. Ele adorou, mas soube ali mesmo que aquela não era a linha de trabalho que gostaria de seguir. Foi somente na faculdade que ele, enfim, encontrou-se nos quadros de óleo sobre tela. “Há algo de especial no calor emitido pelas tintas a óleo e é uma coisa que você simplesmente não pode obter nos sintéticos. É como o vinil vs. digital”. Apesar de ter explorado outras formas de arte, ele acabou retornando à pintura a óleo e este tem sido seu meio de trabalho desde então.


Segundo David, um dos artistas que mais inspirou nele a vontade de desenvolver sua capacidade artística foi o ilustrador Norman Rockwell. “Depois que eu descobri Rockwell eu realmente tive certeza de que queria ser um artista. Ele não tinha apenas um estilo maravilhoso e todo seu, mas um grande senso de humor, bem como uma visão política do mundo. E eu gostei disso”.
A abordagem artística de David é influenciada pelo realismo contemporâneo, que é uma simples representação realista, e também pelo fotorrealismo, surgido no final dos anos 60 e início dos anos 70, que é um pouco mais exagerado, irônico e conceitual em sua natureza. Em suas pinturas, David trabalha paisagens urbanas e suburbanas, locais comuns que podem facilmente se conectar ao espectador. Com o uso de uma luz quente e cores limitadas, busca evocar sentimentos como nostalgia e esperança. “Eu tento não ser muito específico no meu trabalho e busco escolher temas comuns, como os que vemos todos os dias. Pode ser um café, uma cabine de telefone ou uma rua tranquila...”.

Artistas como Robert Bechtle, Richard Estes e John Register também utilizavam essa abordagem de representar a realidade de maneira simples e sem idealizações.


Sobre a série "Dog Portraits", David conta que tudo começou como uma brincadeira para presentear uma amiga. “Ela tinha um pequeno shih tzu chamado Bandit e eu pensei que seria divertido fazer uma pintura dele com base em um autorretrato de Rembrandt. Surgiu então o Autorretrato Rembrandit, uma fusão dos dois nomes”, conta. O trabalho deu tão certo que outras pessoas começaram a procurá-lo para fazer encomendas e ele acabou expondo seu trabalho em uma galeria.
David Imlay estudou ilustração na San José State University. Graduou-se em Belas Artes e atualmente vive em São Francisco, trabalhando como ilustrador freelancer e artista plástico.
Curta mais do trabalho deste artista:










Marcelo Ferla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.