Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Falando nisso.

Saiba como deixar mais seguro o uso da internet por crianças.
A maioria dos serviços digitais possui ferramentas de restrição de conteúdos


É possível deixar a internet mais segura para as crianças evitando que elas sejam expostas a conteúdos inadequados. Os principais sites, navegadores e sistemas operacionais possuem modos de segurança. Também existem aplicativos e ferramentas para restringir acesso e monitorar o uso da internet.
Navegadores
- Extensões como o ProCon Latte, para o Mozilla, e o Website Blocker, para o Chrome, permitem que o usuário bloqueie acesso aos sites que escolher.
- No caso do Internet Explorer, é possível restringir conteúdos nas configurações do próprio navegador. Basta clicar em “Ferramentas”, “Opções da Internet” e selecionar a aba “Conteúdo”. Na aba, clique no botão “Habilitar…”. A janela “Supervisor de Conteúdo” deve abrir, ali é possível bloquear os sites desejados.


Busca do Google
- O Google possui a ferramenta SafeSearch para impedir que sites com conteúdo adulto apareçam nos resultados de pesquisa. Para ativar, é necessário acessar as “Configurações de pesquisa” do Google, marcar a opção "Filtrar resultados explícitos" e clicar em “Salvar” na parte inferior da página. Também é possível bloquear a ferramenta para que apenas quem tiver a senha possa alterar as configurações.


YouTube
O YouTube também possui ferramenta para restringir conteúdo adulto. Para ativar, o usuário deve ir até a parte inferior do site e clicar em “Segurança”, então aparecerá a opção para ativar o Modo de Segurança.


Facebook
O Facebook não possui modo de segurança nativo, mas há aplicativos que permitem o controle das atividades do perfil. O Piggyback permite que os pais saibam quais jogos os seus filhos estão jogando na rede social e quanto tempo passam em cada um deles.
Smartphones e tablets
Os três principais sistemas operacionais móveis, Android, IOS e Windows Phone possuem ferramentas para controlar o acesso à aplicativos.
- No Android, é possível configurar o acesso no Google Play.  No menu, selecione "Configurações", clique em "Filtragem de Conteúdo" e escolha os aplicativos que deseja liberar o acesso.


- Nos tablets e smartphones da Apple, basta ir até “Ajustes”, clicar em “Geral”,  “Restrições” e selecionar "Ativar Restrições". Nesta mesma tela, é possível selecionar aplicativos e tipos de conteúdos que deseja restringir acesso.


- No Windows Phone 8, é possível impedir que as crianças façam downloads de aplicativos gratuitos, pagos e com classificação etária. Para configurar, acesse o site windowsphone.com, clique em "Explorar" no menu e selecione Família. Depois de fazer login, clique em "Alterar configurações" ao lado do nome da criança e configure as permissões.

fonte: zerohora/digital
post: Marcelo Ferla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.