Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Homes admiráveis.



O maratonista de mais de 100 anos que coloca muito jovem no chinelo.
Fauja Singh é um maratonista britânico de origem indiana, vegetariano, de 102 anos. Em outubro de 2011 ele se tornou a primeira pessoa de 100 anos a competir em uma maratona. O maratonista mais velho do mundo só não está no livro dos recordes porque Fauja não tem registro de nascimento (mas sua idade consta no passaporte).
Fauja começou no esporte aos 89 anos, depois de perder esposa e filho, e deixar a Índia para morar na Inglaterra, ele disse que foi destino encontrar um ex-corredor, seu treinador e amigo Harmander Singh.
Harmander disse que testes de saúde feitos em 2012 mostraram que Fauja “tem os ossos de um homem de 35 anos“. E, no entanto, Fauja afirma nunca ter bebido leite.
Em 12 anos, participou de 8 maratonas em vários países e carregou a Tocha Olímpica para Londres 2012, em um dos trechos estipulados pela organização do evento.
O indiano que vive em Londres se despediu das maratonas no o início de 2013, mas falou que nem pensa em parar de correr.
“Eu apenas como o mínimo, o que eu realmente preciso, se comesse para ficar cheio eu provavelmente estaria morto”.







Marcelo Ferla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.