Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

terça-feira, 30 de abril de 2013

Curiosidades.



Leonid Rogozov, o homem que fez uma cirurgia em si mesmo.

Leonid Ivanovich Rogozov foi um médico russo especializado em medicina de família e comunidade. Em 1959, graças a sua perícia, Leonid foi imediatamente aceito para a residência clínica. No entanto, os seus estudos foram interrompidpos por algum tempo devido a uma viagem à Antártida, em setembro de 1960 como médico da 6ª expedição soviética à estação Novolazarevskaya.

Durante esta expedição um imprevisto fez do médico de 27 anos um cirurgião famoso. No 4 º mês do inverno, em 29 de abril de 1961, Leonid começou a apresentar sintomas inquietantes: fraqueza, náuseas, febre e dor na região ilíaca direita. No dia seguinte, sua temperatura subiu ainda mais. Sendo o único médico na expedição composta por 13 pessoas, Leonid diagnosticou a si mesmo: apendicite aguda. Não havia aviões em qualquer uma das estações mais próximas, além disso, condições meteorológicas adversas não permitiriam voar de qualquer maneira. Era necessária uma operação de urgência e a única saída era Leonid operar a si mesmo.

Na noite do dia 30 de abril de 1961, ajudado por um engenheiro mecânico e um meteorologista que davam a ele os instrumentos médicos e seguravam um pequeno espelho em sua barriga, o cirurgião aplicou uma anestesia local com solução de novocaína e fez uma incisão de 12 centímetros na sua própria região ilíaca direita com um bisturi. Vendo pelo espelho ou através do toque, ele removeu um apêndice inflamado e injetou antibiótico na sua cavidade abdominal.

Após 30 ou 40 minutos do início da operação ele teve um desmaio, tendo que fazer algumas pausas para descanso. No entanto, à meia-noite a operação com duração de 1 hora e 45 minutos havia terminado. Em cinco dias a sua temperatura estava normalizada, e após dois dias os pontos foram retirados.

Em São Petersburgo, no Museu do Ártico e da Antártida estão em exposição os instrumentos cirúrgicos que Rogozov usou para essa operação.

Texto de Diego Vieira
Administração Imagens Históricas

Post: Marcelo Ferla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.