Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

terça-feira, 20 de junho de 2017

Malcolm Browne.



Foto histórica
A Guerra do Vietnã teve início depois que um golpe de estado tirou do poder o presidente Ngo Dinh Diem, do Vietnã do Sul. 
O golpe teve o apoio subentendido dos EUA por conta de uma mudança da política americana para com o Vietnã, e as fotografias do monge em chamas feita por Browne teriam influenciado nisso.
Durante a cobertura em Saigon, diversos repórteres ocidentais foram alertados sobre um monge budista que pretendia atear fogo a si mesmo em praça pública em protesto contra o regime de Diem, que era pró-Catolicismo. 
Mas apenas Browne acreditou no aviso e foi ao local cobrir o ocorrido.
O monge, Thich Quang Duc, se manteve imóvel após se banhar em combustível de aviação e acender o corpo com fogo. 
As fotos de Browne ganharam a primeira página de jornais em todo o mundo, chamando atenção para a situação no Vietnã.
Segundo o então recém-nomeado embaixador dos EUA em Saigon, Henry Cabot Lodge, o presidente John F. Kennedy lhe confidenciou à época que estava "chocado" com as imagens nos jornais e que "precisamos fazer algo sobre esse regime"
Lodge falou sobre o assunto em uma entrevista para a AP em 1998.
A situação deu início à rebelião e posterior deposição e morte de Ngo Dinh Diem. 

A imagem do monge em chamas foi uma das primeiras a se tornar icônica na Guerra do Vietnã.

O fotógrafo posa com a imagem de sua autoria após receber prêmio do World Press Photo de 1963 em Haia, Holanda (Foto: AP/Arquivo).
post: Marcelo Ferla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.