Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Opinião do Blogueiro.


Roger Pinto Molina, senador da Bolívia acusado por seu país e pelo presidente Evo Morales, do qual é adversário político, possui uma condenação por desvio de verbas para uma universidade. Alegando perseguição política, ficou mais de 500 dias abrigado na embaixada brasileira em La Paz, em uma peça, que segundo o diplomata brasileiro Eduardo Saboia consistia em um espaço mínimo da embaixada, sofre de severos problemas nos rins, de depressão profunda com sinais suicidas o que colocava em risco a sua vida e a dos funcionários do local. Pegaram os dois então uma carona em veículo oficial e ingressaram em território brasileiro, devidamente escoltados, Pinto estava a salvo por Saboia, por um humano que via um humano a mais de 500 dias agonizando e longe da família.
Seria uma linda história de humanidade e prestatividade, mas o reboliço foi total por aqui. Antonio Patriota foi expurgado do Ministério das Relações Exteriores e Saboia está no Itamaraty, afastado da embaixada em La Paz, de onde já tinha pedido para sair, alegando falta de condições de trabalho, provavelmente, por que lá nada se faz, nada se manda, nada se pode dizer contra o governo autoritário do filhote de ditador Evo Morales.
A proteção à Bolívia e a este convívio diplomático mais uma vez veio à tona de forma escancarada, tão escancarada quanto inexplicável, na medida em que somos uma dita “democracia” que possui uma constituição a qual garante em seu texto a prerrogativa de asilo político em caso de necessidade, mas como aqui tudo corre torto, somos capazes de conceder asilo a criminosos como Battisti (Cesare Battisti foi condenado na Itália à pena de prisão perpétua, acusado de quatro homicídios. Em 2007, ele foi preso por ordem do Supremo e a pedido do governo italiano. Foi encontrado um passaporte francês com nome fictício e carimbo falsificado de visto de entrada no Brasil em sua residência no Rio de Janeiro. O Ministério Público Federal, então, denunciou o caso à Justiça. Battisti usou esse documento para entrar no Brasil em 2004. Após decisão no STF, Battisti deixa penitenciária em Brasília. O italiano alegou perseguição política, e o STF chegou, em 2009, a autorizar a extradição. O tribunal, porém, deixou a palavra final para o presidente da República. O então presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu em 2010 mantê-lo no Brasil. Em 2011, ele foi libertado da prisão. Atualmente, tem um visto de trabalho concedido pelo governo brasileiro) e não a vítimas de intrigas e perseguição política.
Um país que já invadiu uma refinaria da Petrobrás, que promoveu revista a avião do ministro das Relações Exteriores, que fez inspeção com cães farejadores a aeronave que transportava parlamentares e ainda manteve torcedores corintianos presos em um chiqueiro, ilegalmente por quase seis meses, não pode ser levado a sério, mas eis ai a intocável Bolívia, o que me faz pensar que diplomaticamente realmente somos o país do “vamos conversar” e dos frouxos do mundo, eis que sequer conseguimos em vários casos ocorridos, sequer falar grosso com um país como a Bolívia e não se trata aqui de xenofobia minha, trata-se sim de importância e tamanho em se fazendo comparações, todos sabem disto.
Mas como tudo neste meio possui interesses difusos, escondidos da população por politicagens acima de tudo é claro que há no meio de tudo isto um algo mais de estarmos agindo assim com a Bolívia.
A questão toda é que a rapaziada de lá possui uma bela fonte de energia, e para o Brasil, conforme acordos assinados com a Bolívia, nós seremos importadores até 2015 desta bela fonte, com possibilidade de renovação, eles tem gás, muito gás, fato este que coincidentemente ocorre em um momento onde o governador Tarso Genro (PT-RS) declarou ter que falar com o executivo para reforço no fornecimento de gás, eis que nós gaúchos estamos na iminencia de não termos gás para fritar nossas batatinhas.
Claro que a primeira pergunta que vem a cabeça de todos é: mas e a enorme área de pré-sal, tão comentada nos últimos tempos, não suprirá nossas necessidades com sobras, não seremos nós os grandes importadores da América Latina, não nos tornará independentes?
Respondo-vos: nossas fontes futuras já estão totalmente comprometidas, em termos de gás ao menos, todas elas. Prova disto se dá na medida em que lemos e ouvimos as análises de vários especialistas na área que se manifestam no sentido de que o valor advindo dos royalties do pré-sal (100% da exortação), e que fora objeto de promessa da presidente Dilma, que disse destinar tudo a educação não ocorrerá, eis que já não existe, ou seja, não haverá dinheiro para a educação do país advindo de pré-sal, a energia retirada de lá já está comprometida, e pior, sequer para uso próprio.
Dai a explicação deste fino trato com os vizinhos bolivianos, precisamos, por incrível que possa parecer de seu gás, eis que estes não o utilizam ao ponto de não poderem exportá-lo a nós e aos argentinos, os dois maiores importadores de gás da Bolívia.
A questão do que aconteceu no caso do senador Roger Pinto Molina, bem como todas estas alterações no Itamaraty, são frutos da necessidade de se manter ao lado da presidente, internacionalistas que estejam afinados com a sua chefa, caso contrário, quem pisar na bola, como Saboia e Patriota terá sua boquinha perdida, tanto que foi o que ocorreu.


Marcelo Ferla  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.