Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Curiosidades.


O Homem de Tollund, a múmia com mais de 2 mil anos (sendo do século IV a.C.) e uma das mais bem preservadas da História.
A múmia é simplesmente incrível pelo grau de conservação e traz uma das facetas humana mais curiosa: os rituais de sacrifício.
O homem que ficou conhecido como Tollund viveu na Escandinávia durante a Idade do Ferro e apenas foi encontrado em 1950, enterrado em um pântano na Dinamarca. Devido às condições do local encontrado, com baixa oxigenação e envolto por musgos, o corpo foi mumificado e extremamente bem preservado; tanto que na época em que fora descoberto, acreditaram ser vítima de um crime recente.
Depois de alguns exames do professor de arqueologia, P. V. Glob, foi alegado que o corpo tinha mais de dois mil anos de idade e possuía características de haver sido utilizado como oferenda, ou seja, fora vítima de um ritual de sacrifício pelo fato de trazer ao redor do pescoço uma corda apertada feita com peles de animais. 
Em 2002 novos estudos foram realizados e, observando que a língua estava inchada e as vértebras cervicais muito danificadas, foi reforçada a tese de sacrifício, pois havia sinais claros de enforcamento. Outro indício de sacrifício ao invés de execução (como castigo para um crime) era o fato de haver diferentes tipos de sementes no estômago da múmia. Como não era algo comum a população ter uma alimentação diversificada à época, os cientistas concluíram que a última refeição do homem era um sinal dele estar participando de alguma ocasião especial, por exemplo, um ritual.
A oferta de sacrifício para os deuses e as refeições subsequentes que todos participavam representava tanto um reconhecimento do poder divino e uma tentativa de alinhar a vida com a vontade divina. Era um ato realizado na esperança de que os deuses respondessem favoravelmente a um pedido e se o ato não fosse bem sucedido, poderia haver grandes problemas para os povos.
Os sacrifícios normalmente eram de animais e objetos inanimados, porém, em algumas raras vezes eram realizados com humanos através do enforcamento para o Deus nórdico Odin, nesse caso em específico. As oferendas humanas, normalmente, eram de prisioneiros de guerra, empregados ou criminosos. Em tempos de crise os membros das famílias mais nobres poderiam ser sacrificados para apaziguar Odin.
Dessa forma, o Homem de Tollund é um achado arqueológico incrível por ser um dos exemplos mais bem preservados já encontrado na História, de rituais realizados pelos povos nórdicos para seus deuses.
Texto de Talita Lopes Cavalcante
Administração Imagens Históricas
Foto: Sven Rosborn. Museu de Foteviken.
Galeria de Sven Rosborn a respeito da pré-história da Dinamarca << http://commons.wikimedia.org/wiki/User:Sven_Rosborn/Gallery/Photo_archive_2 >>. Acessado em: 05 jul. 2013.
Fontes:
- “Sacrifices”. Arizona State University. Disponível em http://www.public.asu.edu/~atrja/sacrifices.html . Acessado em: 05 jul. 2013.
-  The Tollund Man - A Face from Prehistoric Denmark. Silkeborg Public Library. Disponível em http://www.tollundman.dk/liget.asp. Acessado em: 05 jul. 2013.

post: Marcelo Ferla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião.