Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

"AMOR INCONDICIONAL".

O famoso cão Hachiko reencontra com seu tutor 90 anos depois.


A equipe da Faculdade de Agricultura da Universidade de Tóquio criou uma outra estátua que promove o reencontro do cão e seu tutor, 90 anos depois, e a apresentou ao público no domingo (8/mar) no seu campus. 

O tutor desse cão de raça Akita, Hachiko, era professor da Faculdade de Agricultura de Universidade de Tokyo Teikoku, Hidesaburo Ueno. 

Essa estátua foi criada para homenagear esse professor, conhecido como o pai da engenharia agrônoma do Japão e para representar o amor incondicional entre ele e o seu cão.
Eles eram inseparáveis. A rotina dos dois era de Hachiko acompanhá-lo à faculdade, mas quando precisava viajar ou se deslocar ao trabalho, o cão ia com ele até Shibuya e lá ficava esperando a sua volta. 

Mesmo depois da morte do professor Ueno, Hachiko ia todos os dias até a estação de Shibuya na esperança de reencontrá-lo.
Hachiko é o cão mais famoso do Japão e tem uma estátua erguida em Shibuya, bairro central de Tokyo, representando a fidelidade e o amor entre o ser humano e o cachorro. Hachiko foi todos os dias, durante 10 anos, esperar pelo seu dono sem saber de sua morte.
O escultor criou uma imagem bem realista da alegria do reencontro dos dois. O cão pula de alegria no professor Ueno, abanando o rabo. Assim, o reencontro depois de quase 1 século se imortaliza para a história de amor com final feliz.

post: Marcelo Ferla
Fonte: IPC Digital

Um comentário:

Deixe sua opinião.