Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

domingo, 30 de setembro de 2012

Coisas Bacanas.



Cinemarium: posters de cinema em estilo cartoon


Ïve Bastrash é um ilustrador canadense fissurado em cinema desde criança. 

Fortemente influenciado pela cultura pop com traços que remetem a uma mistura da arte da Pixar com os traços de Genndy Tartakovsky (o criador de “Samurai Jack”), Bastrash criou o Cinémarium Poster Series, no qual vários filmes ganharam cartazes em estilo cartoon.

Um trabalho divertido e criativo que merece ser apreciado:
















Marcelo Ferla


Continue Lendo... ►

Diversão.



Jacaré ou tronco?

Veja ai no que dá uma discussão a respeito de...jacaré ou troco.





Marcelo Ferla


Continue Lendo... ►

Sabia dessa.




Austin é uma das cidades mais hypes dos EUA: o município é um oásis de modernidade dentro do deserto de conservadorismo que é o estado do Texas – é considerada a cidade mais verde do país, sede de várias empresas de tecnologia e, como se não bastasse, detém o título de capital mundial da música ao vivo. Bangalore é uma das cidades mais hypes da Índia: eleita pela Forbes como um dos municípios do mundo que mais irão crescer nessa década, ela é o pólo tecnológico de seu país. Empresários querem criar, em Honduras, uma cidade que combine a vitalidade e a energia desses dois exemplos… até aí nada de novo, não fosse por um par de detalhes: a cidade será construída do zero e governada pela iniciativa privada.

A iniciativa é arrojada. O governo trata o programa como a possibilidade de “transformar o país em uma máquina de dinheiro” e acelerar o progresso rumo ao padrão de vida do primeiro-mundo. A ideia é criar algo como ilhas de independência dentro do país, as REDs (Regiones Especiales de Desarrollo, ou Regiões Especiais de Desenvolvimento) construídas e gerenciadas por empresas estrangeiras – até as leis seriam próprias. O objetivo é dar uma injeção de investimento que traria na esteira outros benefícios, como gente jovem e criativa disposta a trabalhar no país, dando uma aura cool pra cidade (exatamente como a das duas cidades citadas no primeiro parágrafo). Essa atmosfera de inovação produziria um ciclo virtuoso que, em tese, só traria benefícios para Honduras. Aquela velha história: dinheiro chama dinheiro.

Michael Strong, um dos maiores entusiastas do projeto (e, veja só, CEO de uma multinacional), diz que programadores e designers – dois empregos imprescindíveis para qualquer aspirante a capital tecnológica, não vão trabalhar em um local que lhe ofereça apenas o salário. Eles fazem questão de restaurantes, bares e casas de show cheias de gente interessante, que tenham compartilhem do pensamento prafrentex deles.

A iniciativa é polêmica. O fato de empresas ganharem o direito de criar uma cidade do zero implica na necessidade de um sistema Executivo, Judiciário e Legislativo, também surgidos do nada. Não é difícil prever a quais interesses as leis dessas cidades modelos atenderão. Um dos municípios será construído no mesmo território em que vive uma comunidade indígena. A dúvida é: será que os índios, que chegaram na ilha um pouco antes da invenção do primeiro Mac, também estão esfregando as mãos, ansiosos para conviverem com estrangeiros tatuados, com camisas de xadrez e óculos modernos?

No dia 6 de setembro foi assinado um memorando que permite a criação de 3 dessas cidades. A promessa é que a primeira delas crie 5 mil postos de trabalho logo de cara, com a previsão de mais 20 mil em um futuro próximo.



Marcelo Ferla



Continue Lendo... ►

Sabia dessa.



Etiquetas RFID - radio frequency identification

Tecnologia que invade todos os setores

A ampliação do leque de possibilidades para aplicação da tecnologia RFID assegura um futuro promissor.




A forte onda de investimentos em RFID (“radio frequency identification”, identificação por radiofrequencia) no início dos anos 2000, motivada principalmente pelas iniciativas de implementação do Walmart e DoD (Departamento de Defesa Americano), viabilizou inúmeras ações de pesquisa e desenvolvimento que hoje se traduzem em resultados.

Etiquetas RFID (aplicações)

Aparentemente um simples hardware na logística, estas etiquetas (tags), nas mais diferentes concepções (formatos, composição, materiais, etc.) invadiram diferentes setores, onde destacam-se:

- Aeroespacial: aplicação das tags para gestão de estoques e rastreabilidade;

- Alimentação: rastreabilidade de produtos ao longo da cadeia de suprimentos através de embalagens e gestão de estoques;

- Agricultura: rastreabilidade de produtos perecíveis e de ativos (equipamentos) utilizados no campo.

- Automóveis: identificação do veículo desde o início do processo de fabricação, rastreabilidade e gestão de estoques;

- Bagagens: rastreabilidade desde o início do check-in até a entrega ao passageiro, evitando perdas, roubos, etc;

- Bibliotecas e livrarias: controle de entrada, saída e estoque de publicações;

- Cadeia do frio: controle de estoques e rastreabilidade dos produtos em toda a cadeia de suprimentos, assegurando as condições de acondicionamento do produto;

- Calçados: controle de acuracidade de saldos e rastreabilidade;

- Construção civil: gestão de ativos e controle de estoques em pátios de recebimento;

- Controle de acesso: segurança patrimonial através da identificação em tempo real de acessos;

- Data center: gestão e rastreabilidade de ativos;

- Eventos: segurança com controle de acessos (entrada e saída) de participantes;

- Pecuária: controle de alimentação, saúde e rastreabilidade dos rebanhos;

- Hospitalar: gestão de estoques e rastreabilidade de medicamentos, ativos e pacientes ao longo de todo o processo de atendimento;

- Jóias: segurança patrimonial através de rastreamento em itens pequenos e de alto valor agregado;

- Manutenção: RFID em ativos para controle de manutenções preventivas e rastreabilidade;

- Mineração: rastreabilidade de ativos e segurança controle;

- Química: melhoria da acuracidade de estoques e rastreabilidade de recursos e segurança no alerta de produtos que não podem ser mantidos próximos;

- “Timing”: etiquetas para controle de tempo em corridas e outras aplicações onde o tempo é o fator crítico;

- Transporte: tags são responsáveis pela rastreabilidade da carga, automação dos acessos de veículos, segurança patrimonial e controle de carga e descarga;

- Varejo: automação do controle de entradas e saídas, controle de estoque e de abastecimento de gôndolas, com tendência para eliminação dos “check-out”;

- Vestuário: gestão de estoques, rastreabilidade de roupas e segurança patrimonial no varejo.

Aplicações no Brasil

Inúmeras aplicações de RFID no Brasil mostram a viabilidade da solução e a certeza que este hardware também é uma importante solução para a excelência operacional no País.

Destacam-se:

- Hospital Israelita Albert Einstein: rastreabilidade de medicamentos;
- MRS Logística: auxilia no processo de manutenção de vagões;
- Via Fácil: automação dos pedágios;
- Exército brasileiro: controle dos insumos.

Fonte: http://www.imam.com.br/revistaintralogistica/edicao-250/hardwares-na-logistica


Marcelo Ferla



Continue Lendo... ►

Curiosidades.


Incríveis bibliotecas pelo mundo.



University Club Library
Nova York, Estados Unidos






Canadian Library of Parliament
Ottawa, Canada




Yale University’s Beinecke Rare Book and Manuscript Library
New Haven, Estados Unidos




Iowa State Capital Law Library
Des Moines, Estados Unidos



Suzzalo Library at the University of Washington
Seattle, Estados Unidos




Admont Abbey Library
Admont, Austria



State Library
Victoria, Australia



 Library at El Real Monasterio de El Escorial
Madrid, Espanha



Real Gabinete Português de Literatura
Rio de Janeiro, Brasil



National Library of Finland
Helsinki, Finlândia



Mitchell Library
Sydney, Austrália



 Thomas Fisher Rare Book Library at University of Toronto
Toronto, Canadá



George Peabody Library
Baltimore, Estados Unidos



Strahov Theological Hall
Praga, República Checa




Marcelo Ferla




Continue Lendo... ►

sábado, 29 de setembro de 2012

Espetáculo.





Pessoal olhem a pérola que achei na internet. Nada mais, nada menos que Kalvin e Harold, a dupla dinâmica em animação. Seria uma bela ideia fazer destes dois seres em movimento através de u belo desenho. Que sabe.










Marcelo Ferla


Continue Lendo... ►

Imagens.



Gotas d´agua por Andrej Osokin.


















Marcelo Ferla


Continue Lendo... ►