Seja bem vindo ao Blog do Marcelo Ferla

Informativo

Sempre gosto de lembrar aos leitores que este blog tem como intenção trazer à tona a informação, o conhecimento e o debate democrático sobre os assuntos mais variados do nosso cotidiano, fazendo com que todos se sintam atualizados.

Na medida em que você vai se identificando com os assuntos, opine a respeito, se manifeste, não tenha medo de errar, pois a sua opinião é de suma importância para o funcionamento e a real função deste espaço, qual seja, a de levar a todos o pensamento e a reflexão.

O diálogo sobre o que é escrito aqui e sobre o que vem acontecendo ao nosso redor é muito mais valioso e poderoso do que podemos imaginar.

Portanto, sinta-se em casa, leia, informe-se e opine. Estou aqui para opinar, dialogar, debater, pensar, refletir e aprender. Faça o mesmo.

Pesquisa

Custom Search

Calendário

terça-feira, 31 de maio de 2011

Imagens



Você já viu a terra girar? 

Pois no Deserto do Atacama, no Chile, existe um local de observação, o Observatório de Paranal, onde são utilizados quatro espelhos que tem a capacidade de refletir a luz das estrelas mais distantes. Tudo isto é capaz graças ao "Very Large Telescope" ou "Telescópio Muito Grande", como é conhecido.

As imagens que você verá agora são capitadas pelos espelhos que estão localizados a 3km acima do nível do mar.  Prenda seu fôlego e aprecie esta obra de arte da natureza. Boa viagem.





Marcelo Ferla
Continue Lendo... ►

Imagens

Como sempre digo, as pessoas precisam de oportunidade e jamais, jamais, de pena, pois elas são capazes de coisas maravilhosas.





Marcelo Ferla
Continue Lendo... ►

Imagens

Para entender este vídeo, você terá que ter visto vários filmes, ter jogado videogame desde a sua criação e ter curtido alguns desenhos animados famosos na época em que estes passavam na televisão.

Para os que possuem mais de 30 anos, vale a pena dar uma olhada e para os gamers nem se fala.





Marcelo Ferla
Continue Lendo... ►

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Imagens

Todos nós que gostamos de animais sabemos o quanto estes seres sofrem quando são capturados em seu habitat natural e, logo depois,  são postos em gaiolas ou jaulas por tempo indeterminado, até que sejam comercializados ilegalmente.

Agora imagine se você ficasse nesta condição não por tempo inderteminado, mas por alguns minutos apenas.






Marcelo Ferla
Continue Lendo... ►

sábado, 21 de maio de 2011

Imagens


A guerra traz uma única coisa boa consigo. Veja aí embaixo.





Marcelo Ferla
Continue Lendo... ►

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Frases







"A sabedoria torna bons os homens. A simulação da sabedoria torna-os péssimos."

(Juan Luis Vives)
Continue Lendo... ►

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Imagens



Esses animais e suas incríveis peripécias.




























Marcelo Ferla
Continue Lendo... ►

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Imagens


Para aqueles que acham que nos locais onde tocam estas músicas só há guerra, bombas e corpos, olhem este vídeo. Os caras sabem se divertir por lá e não são todos ruins, como alguns acham.






Marcelo Ferla
Continue Lendo... ►

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Sabia dessa



Um crocodilo de 4,64 metros de comprimento foi capturado pelo serviço florestal do Território do Norte, na Austrália, em parque turístico de Donkey Creek, perto de Katherine. Os agentes tiveram que usar uma espécie de carrinho para arrastar o animal de 600 quilos. O réptil foi levado para uma fazenda de crocodilos.

Vejam a foto do animal aí embaixo:

 

Marcelo Ferla

fonte: folha.com
Continue Lendo... ►

terça-feira, 3 de maio de 2011

Frases






 " A vida de um juiz que aplica a lei com rigos acaba, de uma forma ou de outra. Ou os bandidos te matam, ou você se transforma em um refém do próprio medo."

Odilon de Oliveira, 62 anos, juiz federal em Campo Grande.

Odilon tem 24 anos de magistratura. Destes vive a 12 anos cercado de vigilância fortemente armada com fuzis e não anda na cidade sem esse aparato. Por sua cabeça que está a prêmio, já foram oferecidas fazendas no Paraguai e atualmente encontra-se avaliada em 300.000 mil dólares no mundo do crime.

Durante o combate ao crime organizado, Odilon já prendeu mais de uma centena de traficantes internacionais e, somente nos últimos 05 anos,  determinou o sequestro de mais de 260 imóveis usados pelas quadrilhas que ele combate.

Nos últimos anos foram descobertos pela Polícia Federal planos variados para que o juiz viesse a morrer, desde planos mais rudimentares como a invasão da casa do juiz até planos altamente elaborados para que este fosse envenenado.

É a luta daqueles que de alguma forma tentam amenizar o drama que o inimigo crime organizado apresenta na atualidade, para que assim, este deixe de ser tão ativo e perigosoacabando com milhares de vidas ao longo de sua existência.

Marcelo Ferla
Continue Lendo... ►

Falando Nisso!!






Ainda  no que se refere ao email indignado enviado por minha leitora, obtive uma resposta a cerca do que esta veio a criticar de forma tão indgnada sobre as taxas de bancos.


Consultei Mateus Ferla, que ocupa o cargo de Assitente de Negócios do Banco do Brasil, pós-graduando em gestão empresarial na URFGS.


Diz ele:


"Não concordo. Uma carta de um ignorante que não sabe como funciona um banco.

O banco como qualquer outro negócio só funciona porque tem demanda.

Além do mais:


É obrigatório ter conta em banco?

Não.

É possível não ter conta em banco?

Sim, tranquilamente.

É mais difícil a vida não tendo conta em banco?

Sim, naturalmente. O banco serve para antecipar fatos, o banco vende benefícios e cobra por isso.

Mas eu recebo de uma empresa que me obriga a ter uma conta.

Para isso existem contas salário que não são tarifadas pela manutenção.

Ah, mas não posso tirar extratos, porque são cobrados.

Sim, são cobrados. Que controle manualmente as entradas e saídas. 


Simples. Num fluxo básico onde se tem uma entrada por mês (um salário) e uma saída (o saque do salário) não é necessário tirar extratos. O banco pensa assim.

Abordando outros aspectos da carta:

Toda tarifa de um banco tem sua razão de ser. Além disso, os mais poderosos não pagam por elas. Por quê?

O banco parte do princípio da reciprocidade: tu me dá, eu ti dou.


Quem tem poder de barganha, joga firme com o banco e o banco cede.

Se tu oferecer coisas boas ao banco, tu vai ter benefícios.

Crédito:

Um crédito para financiamento de carro exige do banco que analise o teu fluxo de caixa (o que tu recebe e o que tu gasta) para ver se tu tem condições de arcar com esse financiamento. E naturalmente cobra por isso. 


A famosa tarifa de abertura de crédito.

Ah, mas tu poderia dizer que ela é pré-aprovada?

Sim, tudo bem, o banco analisou antecipadamente sem cobrar e já ti ofereceu antes de tu pedir. Só que se tu quiser, tu vais ter que pagar por aquele serviço que foi feito anteriormente.

Por fim.

É difícil de perceber o funcionamento de um serviço. É razoável que um público comum não o reconheça. Mas é razoável também que esse público pesquise sobre o que está sendo cobrado. E que não fale de coisas que desconhece.

É muito mais fácil perceber o funcionamento de uma indústria ou um comércio ou mesmo da agricultura (o setor primário da economia). Porque lá se vende bens tangíveis ou coisas que se pode ver, tocar. Vender/Comprar benefícios intangíveis, informação, sem propriedade de nada, é complicado. Difícil mesmo de entender.
Compreensível."

Atenciosamente,

Mateus  Ferla
Continue Lendo... ►

Faando Nisso!!






Recebi u email de uma leitora do blog no qual esta me enviou uma carta aberta ao Banco Bradesco por um de seus clientes reclamando a cerca da burocracia para a aquisição de um financiamento para adquirir um veículo. Vamos ao email.



" CARTA ABERTA AO BRADESCO - FANTÁSTICO. . . NÃO DEIXE DE LER


Ao Bradesco só não, se aplica a todos os bancos, sem exceção alguma!


Vale a leitura.


Esta carta foi enviada ao Banco Bradesco, porém devido à criatividade com que foi redigida, deveria ser direcionada a todas as instituições financeiras. Tenho que prestar reverência ao  brasileiro(a) que, apesar de ser altamente explorado(a), ainda consegue manter o bom humor.


Poderia ser dirigida à FEBRABAN e a qualquer outro banco
brasileiro. . .


CARTA ABERTA AO BRADESCO


Senhores  Diretores do Bradesco,


Gostaria de saber se os  senhores aceitariam pagar uma taxa, uma pequena taxa mensal, pela existência da padaria na esquina de sua rua, ou pela existência do  posto de gasolina ou da farmácia ou da feira, ou de qualquer outro desses serviços indispensáveis ao nossodia-a-dia.


Funcionaria assim: todo mês os senhores, e  todos os usuários, pagariam uma pequena taxa para a manutenção dos serviços (padaria, feira, mecânico, costureira, farmácia etc).. Uma taxa que não garantiria  nenhum direito extraordinário ao pagante.


Existente  apenas para enriquecer os proprietários sob a alegação de que serviria para manter um serviço de alta qualidade.


Por qualquer produto adquirido (um pãozinho, um remédio, uns litros de combustível etc) o usuário pagaria os preços de mercado ou, dependendo do produto, até um pouquinho acima. Que tal?

Pois, ontem saí de seu Banco com a certeza que os senhores concordariam com tais taxas. Por uma questão de equidade e de honestidade.


Minha certeza  deriva de um raciocínio simples. Vamos imaginar a seguinte cena: eu vou à padaria para comprar um pãozinho.  O padeiro me atende muito gentilmente. Vende o pãozinho. Cobra o embrulhar do pão, assim como, todo e qualquer serviço..


Além disso,  me impõe taxas. Uma 'taxa de acesso ao 'pãozinho', outra  'taxa por guardar pão quentinho' e ainda uma 'taxa de abertura da padaria'.


Tudo com muita cordialidade e muito profissionalismo, claro.

Fazendo uma comparação que talvez os padeiros não concordem, foi o que ocorreu comigo em seu Banco.


Financiei um carro. Ou seja, comprei um produto de seu negócio. Os senhores me  cobraram preços de mercado.  Assim como o padeiro me cobra o preço de mercado pelo pãozinho.


Entretanto, diferentemente do padeiro, os senhores não se satisfazem me cobrando apenas pelo produto que adquiri.


Para ter acesso ao produto de seu negócio, os senhores me cobraramuma 'taxa de abertura de crédito'  - equivalente  àquela hipotética 'taxa de acesso ao pãozinho', que os senhores certamente achariam um absurdo e se negariam a pagar.


Não satisfeitos, para ter acesso ao pãozinho, digo, ao financiamento, fui obrigado a abrir uma conta corrente em seu Banco.


Para que isso fosse possível, os senhores me cobraram uma 'taxade abertura de conta'.


Como só é possível fazer negócios com os senhores depois de abrir uma conta, essa 'taxa de abertura de conta' se assemelharia a uma 'taxa de abertura da padaria', pois, só é possível fazer negócios com o padeiro depois de abrir a  padaria.


Antigamente, os empréstimos bancários eram popularmente conhecidos como papagaios'. para liberar o 'papagaio', alguns Gerentes inescrupulosos cobravam um 'por fora', que era devidamente  embolsado.


Fiquei  com a impressão que o Banco resolveu se antecipar aos gerentes inescrupulosos.


Agora ao invés de um 'por fora' temos muitos 'por dentro'.


-  Tirei um extrato de minha conta - um único extrato no mês - os senhores me cobraram uma taxa de R$ 5,00.


 -  Olhando o extrato, descobri uma outra taxa de R$ 7,90 'para a manutenção da conta'  semelhante  àquela 'taxa pela existência da padaria na esquina da rua'.


-  A surpresa não acabou: descobri outra taxa de R$ 22,00 a cada trimestre -  uma taxa para manter um limite especial que não me dá nenhum direito. Se eu utilizar o limite especial vou pagar os juros (preços) mais altos do mundo.


- Semelhante àquela 'taxa por guardar o pão quentinho'.

- Mas, os senhores são insaciáveis. A gentil funcionária que me atendeu, me entregou um caderninho onde sou informado que me cobrarão taxas por toda e qualquer movimentação que eu fizer.


Cordialmente, retribuindo tanta gentileza,  gostaria de alertar que os senhores esqueceram de me cobrar o ar que respirei enquanto  estive nas instalações de seu Banco.


Por favor, me  esclareçam uma dúvida: até agora não sei se comprei um financiamento ou se vendi a alma?


Depois que eu pagar as taxas correspondentes, talvez os senhores me respondam informando, muito cordial e profissionalmente, que um serviço bancário é muito diferente de uma padaria. Que sua responsabilidade é  muito grande, que existem inúmeras exigências  governamentais, que os riscos do negócio são muito elevados etc e tal. E, ademais, tudo o que estão cobrando está  devidamente coberto por lei, regulamentado e autorizado pelo Banco Central.


Sei disso. Como sei, também, que existem seguros e garantias legais que protegem seu negócio  de todo e qualquer risco.


Presumo que os riscos de uma  padaria, que não conta com o poder de influência dos senhores, talvez sejam muito mais elevados..

Sei que são legais. Mas, também sei que são imorais. Por mais que estejam garantidas em lei, voces concordam o quanto são abusivas.!?!

Felicidades."

email de Adriana Rodrigues Adami


Continue Lendo... ►

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Imagens



Sairam os vencedores do Sony World Photography Awards 2011. Dê uma conferida nas belas fotos dos vencedores.

A fotografia 'O Capitão', de Alejandro Chaskielberg, faz parte da série 'Maré Alta', que retrata moradores de ilhas no rio Paraná

A foto "O Caçador" rendeu ao argentino Alejandro Chaskielberg o prêmio de fotógrafo do ano da Sony World Photography Awards 2011

A vencedora da categoria "Arte e Cultura" retratou uma sessão de cinema em Maharashtra, na Índia

Esta fotografia de duas formigas se alimentando venceu na categoria amadora "Vida Selvagem."

O brasileiro Carlos Henrique Reinesch venceu na categoria "Sorrisos" com esta imagem de um vendedor de fitas de Nosso Senhor do Bonfim

A imagem de uma corrida de búfalos na Indonésia foi a vencedora geral entre os fotógrafos amadores

A foto vencedora na categoria profissional "Paisagem" foi feita na Suíça

A foto de uma criança da minoria étnica Rohingya, perseguida em Mianmar, venceu na categoria "Atualidades"

A fotografia 'Coexistência nº 1', feita em uma tribo na Etiópia, foi a vencedora na categoria"'Viagem."


Marcelo Ferla
Continue Lendo... ►